segunda-feira, 5 de julho de 2010

Saudades de ti Mãe...



A solidão abre o meu silêncio...
Poemas de paixão, sonhos em mim,
Poeta... ( lágrimas e lágrimas)
Rios e mares de tinta preta...
Onde minha alma se consome com a tua,
Estás longe e tão perto, a cada momento em cada instante, meu pensar te persegue na rua...
Palavras, pequenas, sonoras, letras que traço em suspiros meus,
Poesias.... Que saudades desses olhos teus!
Magoas dolentes, coração sofrido, sonhos ardentes...
O oceano desse teu olhar...
Desejo tanto voltar a encontrar!...
Em memórias que me são presentes...
Teus olhos que se fecham ao meu beijar...
Toque suave dos meus lábios, Mãe não sentes?

4 comentários:

  1. A solidão abre imensos silêncios...

    Gostei do teu blog, voltarei...

    kiss

    ResponderEliminar
  2. Olá, amiga poeta! Tem um presente de Natal para você no Távola de Estrelas!Desejamos a você votos dum
    Natal muito Feliz e de um Ano Novo Maravilhoso!

    beijinhos,

    JouElam & Dani

    Távola de Estrelas: http://jorgemanueledanieledallavecchia.blogspot.com/2011/12/um-selinho-pra-voce.html

    ResponderEliminar
  3. Há tempos, não leio uma elegíada tão sublime, tão decantadora. Tão apaixonada e apaixonante...
    Nós, em vida, perdemos oportunidades que só as descobrimos mais tarde.
    Mas assim mesmo é a vida. Nós crescemos com as perdas que tivemos e fizemos.
    És uma escritora (um trocadilho) "de mérito"....
    Beijos moça!!! E tomo a liberdade de te seguir!!!

    ResponderEliminar
  4. Vim aqui te ler ó doce menina...
    Um beijo de teu admirador brasileiro, um humílimo e simples poeta devasso!!!

    ResponderEliminar